O TikTok lançou seu próprio serviço de distribuição de streaming: SoundOn. A plataforma foi projetada para “empoderar artistas novos e desconhecidos, ajudando-os a se desenvolver e a construir suas carreiras”.

De acordo com uma publicação do site NME, SoundOn permitirá que os artistas enviem suas músicas diretamente para o TikTok, o que significa que eles podem ganhar royalties quando suas músicas são usadas. 100% dos royalties serão destinados aos criadores/compositores no primeiro ano, valor que cai para 90% no ano seguinte.

O SoundOn também pode distribuir músicas para outros serviços de streaming, como Spotify e Apple Music. Além disso, ele deve oferecer uma variedade de ferramentas de suporte aos artistas, incluindo visão e desenvolvimento do público, com conselhos de uma equipe de artistas dedicada.

A partir de hoje (10), o SoundOn está disponível nos EUA, Reino Unido, Brasil e Indonésia, com Abby Roberts, Chloe Adams, Games We Play e Muni Long entre os primeiros a se envolverem no projeto. Os artistas podem se inscrever no SoundOn aqui.

"Trabalhei com a equipe do TikTok durante toda a minha carreira e eles sempre me apoiaram, então realmente valorizei o suporte extra que recebi do SoundOn ao lançar minha música", disse Roberts. "Estou adorando compartilhar minha música e criatividade com meus fãs e espero alcançar novos".

O cantor e compositor Muni Long acrescentou: "O SoundOn criou um espaço onde qualquer um pode ser exatamente quem quer ser. Não importa a origem, educação, raça, nem idade; você pode entrar no espaço e reivindicar seu lugar".

SoundOn surge à medida que mais e mais artistas estão se manifestando contra os pagamentos que o Spotify oferece aos artistas, valor estimado que permeia entre R$0,013 e R$0,0411 por stream.







Comentários