Neste domingo (22) acontecerá a cerimônia principal de premiação do 71º Primetime Creative Arts Emmy Awards. O Emmy, para os íntimos, premia os melhores programas de televisão dos Estados Unidos, e na edição deste ano, estão concorrendo os melhores programas (na visão da Academia de Artes e Ciências da Televisão) que foram exibidos entre 1º de junho de 2018 até 31 de maio de 2019.

Para celebrar essa premiação, a InfoGeek preparou um especial do Emmy para cada programa que recebeu destaque nas principais categorias de atuação, direção e roteiro. Aqui nessa matéria, você vai conhecer a sinopse da série, uma breve crítica nossa, e por que ela deve receber a estatueta ou não.

Veja nossas apostas para a série Killing Eve.

Sinopse


Sandra Oh interpreta Eve, uma funcionária de serviços de segurança muito inteligente, ágil e astuta. Seu desejo de entrar para a área de espionagem a faz agarrar uma surpreende e perigosa oportunidade. Eve começa a trabalhar para a inteligência britânica, que busca prender Villanelle, uma assassina sem escrúpulos e bastante perspicaz. A partir disso, começa uma violenta caçada, onde as duas começam a ficar obcecadas uma pela outra; porém, com objetivos diferentes.

Killing Eve é uma série de televisão britânica, produzida no Reino Unido pela Sid Gentle Films para a BBC America. Atualmente, a série conta com duas temporadas - com renovação para a terceira.

Crítica


A primeira temporada de Killing Eve deu grande notoriedade para o excelente roteiro e temática abordada, mas, principalmente, para a performance de Sandra Oh, que foi impecável. Nessa segunda temporada, Sandra continuou surpreendendo o espectador com os nuances das emoções de Eve; no entanto, quem deixou a desejar, dessa vez, foi o roteiro da série. O drama investigativo abriu mão das extremidades da repugnância e atração que a relação entre nossas protagonistas possui, e buscou explorar os tons de cinza que ainda não conhecíamos.

Com a mudança de showrunner (de Phoebe Waller-Bridge, de Fleabag, para Emerald Fennell) Killing Eve teve episódios que destoaram muito da essência que a primeira temporada carregou. A trama forçou, em alguns momentos, uma relação de romance entre as duas - e inclusive enganou alguns fãs, que esperavam algum tipo de envolvimento recíproco e amoroso entre elas. Mas, apesar disso, tivemos um grande aprofundamento da personagem de Villanelle, que teve uma entrega brilhante de Jodie Comer na pele da psicopata.

Killing Eve deve ganhar o Emmy?


SIM! Nossa aposta da noite é que Killing Eve saia com pelo menos um prêmio nas mãos. A incrível Sandra Oh venceu em 2018 na categoria de melhor atriz em série dramática, e se tornou a primeira mulher asiática a vencer o prêmio nesta categoria. A mulher fez história! Neste ano, Sandra está concorrendo novamente na mesma categoria, porém temos Jodie Comer disputando o mesmo prêmio. Será que Killing Eve será bicampeã, em dois anos consecutivos, com suas atrizes? Nós acreditamos que as chances são muito grandes de Jodie levar o prêmio, embora Sandra possa emplacar novamente - o Emmy adora premiar os mesmos profissionais por anos consecutivos.

Porém, temos pela primeira vez Mandy Moore sendo reconhecida na disputa, com This Is Us, e também Viola Davis novamente por How To Get Away With Murder. A disputa é acirrada! Já na categoria de melhor série de drama, Killing Eve tem chances de vencer o prêmio, porém, Game of Thrones deve levar novamente a estatueta.






Comentários