Texto por Bianca Aprile

Dia 4 de julho a nossa série mais querida da Netflix volta com a sua 3ª temporada, tão esperada por nós fãs desde 2017. Para se preparar para a volta dos nossos personagens favoritos à cidade de Hawkins, Indiana, listamos 5 momentos importantes da 2ª temporada que esperamos que sejam mais explorados na nova temporada.

Passado da Eleven e a relação com o governo

Na última temporada, soubemos um pouco mais sobre a história da Eleven e como ela chegou no laboratório de Hawkins. Ela não era a única criança usada pelo laboratório e ela ainda encontrou uma amiga no seu caminho pelo autoconhecimento, Kali – ou número 8, como preferir – que pode criar ilusões na mente das pessoas. Foi Kali e seus amigos que ajudaram Eleven a explorar seus poderes e se tornar mais confiante na hora de usá-los. O que o governo de Hawkins pretende fazer com essas crianças com poderes? E como isso vai ser desenvolvido na próxima temporada?

A presença da Max no grupo

Uma das novas personagens apresentadas na segunda temporada foi a Max. Vinda da Califórnia, ela é uma adição interessante e surpreendente na turma de Hawkins, e atraiu os interesses dos meninos por ser tão diferente do que eles estão acostumados, uma menina que é a recordista no jogo do Arcade e anda de skate. Estou muito ansiosa pela relação que ela terá com a Eleven que até então era a única menina do grupo.

O Mundo Invertido e o Will

Desde o final da primeira temporada podemos ver que o Will não voltou do Mundo Invertido igual ao que ele era, e isso foi mais aprofundado na segunda temporada em que percebemos que a conexão dele com os monstros que o assombram ainda existe e é muito maior do que imaginávamos. A explicação do porque essa ligação e como isso vai afetar a vida deles em Hawkins deve ser um ponto importantíssimo na próxima temporada e como o governo vai agir com essa conexão indesejada com o mundo de lá?

Relação do Steve com o Dustin

A dinâmica com os personagens principais mudou muito da primeira para a segunda temporada, eles cresceram, tiveram novos interesses e as relações enfrentaram realidades comuns na pré-adolescência e o caminho para adolescência é sempre muito conturbada, ainda mais com demogorgons pela cidade. No final da última temporada, tivemos o desenvolvimento de uma amizade muito surpreendente, Steve e Dustin. Steve com se tornou um personagem muito diferente do que conhecemos na primeira temporada e a dinâmica do relacionamento dele com o favorito da turma de Hawkins se mostrou ser uma influência positiva no desenvolvimento da adolescência do Dustin.

Hopper e Eleven

Desde a primeira temporada a relação do Hopper com a Eleven é um dos núcleos mais bem desenvolvidos da série, a forma como Hopper se tornou um pai protetor e preocupado com a Eleven é um arco muito importante para o personagem. Espero que agora com a adolescência da Eleven chegando, esse arco seja ainda mais explorado.




Facebook




Comentários