Em 2010 o livro Fallen, da autora Lauren Kate foi lançado no Brasil, apresentando aos leitores Lucinda Price, uma garota de dezessete anos que é mandada para o colégio interno Sword & Cross por ser a principal suspeita da morte de Trevor, seu namorado. O fato de Luce ver sombras e ser perturbada por pesadelos constantes também contribuiu para a decisão de ser internada. 

Na Sword & Cross, Luce descobre que a linha entre a vida e a morte, o céu e o inferno é mais tênue do que ela imaginava. Além de suas amigas Penn e Ariane, Luce também conhece Cam Briel e Daniel Grigori, que se tornam provas de que o amor pode permanecer apesar de qualquer coisa, inclusive da morte. 

Fallen foi lançado nos Estados Unidos em 2009, pouco depois do lançamento da adaptação cinematográfica de Crepúsculo, o que fez surgir grande comparação entre as duas tramas, cujas quais são bem parecidas: uma garota dividida entre dois amores. A única diferença é que uma trama trazia ao público uma batalha entre vampiros e lobisomens e a outra uma eterna desavença entre anjos caídos e demônios. 

O triângulo amoroso entre Luce, Daniel e Cam rapidamente conquistou fãs ao redor do mundo e imediatamente passaram a esperar ansiosamente por uma adaptação cinematográfica do romance. Os fãs tiveram a feliz notícia de que a adaptação tão aguardada seria finalmente lançada quase seis anos depois. Addison Timlin como Luce, Jeremy Irvine como Daniel e Harrison Gilbertson como Cam. Os fãs foram a loucura com a escolha do elenco e nesse mês a espera de anos finalmente acabou. 


Inicialmente marcada para o final do ano, a data de estreia foi antecipada para o dia 8 de dezembro. A primeira exibição do filme aconteceu na Comic-Com Experience no dia 4, com a presença de Lauren Kate. A escritora revelou na coletiva de imprensa que chegou a se emocionar ao ver o brilho nos olhos dos fãs e leitores enquanto assistiam a adaptação, pois não sabia a repercussão da saga em terras brasileiras, chegou a dizer que os fãs brasileiros são os melhores que ela já viu.


Lauren Kate e Addison Timlin na entrevista coletiva que aconteceu na ultima segunda-feira, em São Paulo

Apesar do longo período de filmagens do filme e de Lauren revelar que as cenas de incêndios foram reais, os efeitos especiais deixaram a desejar, principalmente quando se diz respeito as asas dos anjos, as quais os fãs mais ansiavam para ver na adaptação.

Uma das melhores cenas adaptadas foi a na qual Luce é quase atingida por uma estátua de um anjo de pedra no jardim da Sword & Cross e é heroicamente salva por Daniel. A adaptação não deixou a desejar nas visões que Luce tem de suas vidas passadas e nas sombras que perseguem a garota, uma projeção fiel ao que vemos nos livros.

Apesar de Addison ter dito na coletiva que tentou não se espelhar em nenhuma personagem já existente, a semelhança com Bella Swan é algo incontestável, o que fez com que Fallen fosse encoberto por uma sombra bem densa de Crepúsculo. No geral, Addison apresentou uma Luce que os fãs ansiavam para ver, o que concede alguns pontos para a atriz. A atriz também revelou sua preferência por Daniel quando se diz respeito ao triangulo amoroso. Addison e Jeremy mostraram uma grande sintonia, fazendo jus ao casal Luce e Daniel que o livro nos apresenta. 

A fotografia do filme é bem parecida com a atmosfera que o livro idealiza: ambientes mal iluminados e cores escuras. O processo de caracterização das personagens foi um dos pontos altos da adaptação, com direito ao vestido preto com o qual Cam presenteia Luce e personagens parecidos com os quais os fãs idealizaram por tanto tempo e se familiarizaram. 

Levando em conta o longo tempo que os fãs tiveram que esperar, uma adaptação melhor seria algo viável, principalmente com efeitos especiais mais elaborados. O que foi apresentado é algo que seria facilmente pensado e gravado em dois anos, não em seis. Mas apesar de tudo, a adaptação tem grande importância, principalmente para os fãs, que mesmo depois de tanto tempo não desistiram de ver a adaptação da trama nas telonas. 





Facebook




Comentários