A relutância da Nintendo de produzir títulos da franquia em versão para dispositivos móveis e seguir com restrição às plataformas próprias foi por água abaixo: já está disponível para download, por enquanto apenas nos dispositivos com plataforma iOS, o novo game Super Mario Run. A previsão de lançamento para Android é 2017, sem data definida. 

A empresa deu início a uma nova era ainda em 2014, quando chegou à conclusão de que não seriam competitivos no mercado apenas com as produções próprias. Sendo assim, a inovação com games em versão mobile estreou com o Miitomo - cuja crítica você pode ver neste link. Não podemos esquecer também da parceria posterior com a Niantic, no lançamento do Pokémon Go!

A bola da vez, porém, é Super Mario Run - uma coletânea de tudo aquilo que já conhecemos do bigodudo mais amado pelos gamers de plantão. Os personagens clássicos estão de volta, com o design já encontrado nas versões mais atuais desenvolvidas para os consoles DS e Wii. As novidades se encontram naquilo que é mais crucial: a jogabilidade. 


O jogo é uma versão side-scrolling com movimentos automáticos do personagem, que corre da esquerda para a direita e esquiva de pequenos buracos e barreiras, enquanto o jogador controla movimentos especiais de pulo, apenas apertando ou pressionando a tela, para coletar moedas e atingir os inimigos do percurso. O classicismo se mantém com os cogumelos, caixas, tubos, tempo para completar cada nível e a haste com a bandeira no final - que quanto mais alto você alcança, mais pontos recebe (e maior a sensação de missão cumprida!). O diferença é que dessa vez você pode fazer tudo isso utilizando apenas uma mão, que de certa forma facilita a jogabilidade, mas também pode tornar as coisas um pouco mais confusas caso você perca o controle na hora de pressionar a tela para realizar movimentos mais grandiosos. 

O jogo conta também com a possibilidade de replay, adquirido através da coleta de todas as moedas da fase, mais as 5 moedas especiais - que inicialmente são rosas, posteriormente se tornam roxas e, por fim, pretas. Nesse caso, você pode coletar tudo após três jogadas, se conseguir fazer tudo de primeira.

Paralelo ao jogo principal há também uma versão "Toad Rally", similar ao time attack do Mario Kart, na qual você pode desafiar o fantasma de outros jogadores que já passaram pelas fases. Isso possibilita adquirir moedas que servem para um segundo jogo adicional, similar ao Farmville, que consiste em construir seu próprio Reino dos Cogumelos. Os jogadores podem desbloquear outros personagens como Luigi, Princesa Peach, Toad, Toadette e Yoshi - e usá-los no lugar do Mario. 

Infelizmente, o jogo (que inicialmente é grátis) apresenta compras internas para desbloquear outras fases, sendo disponibilizado apenas o primeiro mundo - e mesmo assim, somente 4 fases (que servem mais como instrução, para aprender a usar os movimentos do Mario, do que como jogo em si).





Facebook




Comentários