O spin-off de Harry Potter Animais Fantásticos e Onde Habitam mal estreou nos cinemas e diversas teorias acerca da franquia já foram criadas. J.K. Rowling, criadora de todo o mundo bruxo, aproveitou o mês da estreia para fazer divulgações bombásticas e surpreendentes sobre o futuro dos filmes. Recentemente ela confirmou que Animais Fantásticos não somente será uma trilogia, mas sim uma série de cinco filmes. 

Além dessa surpresa, a forma como a escritora divulgou a notícia foi bastante peculiar: ela repetiu cinco vezes a palavra “cinco”, em diferentes idiomas. Seria essa uma instrução de onde os próximos filmes se ambientarão? Várias teorias foram feitas pelos fãs, e nós não poderíamos fazer diferente: selecionamos 10 lugares ao redor do mundo para Newt – com sua mala cheia de criaturas – visitar.

1
Brasil - Castelobruxo



Se seguir o misterioso tweet de Rowling, o quarto filme da série pode se passar no Brasil. Mas de qualquer forma, seguindo essa teoria ou não, seria extremamente interessante se o mundo bruxo chegasse por aqui, mais precisamente ao Castelobruxo, escola de magia que a autora revelou no site Pottermore. 

A construção fica dentro de uma floresta tropical (provavelmente a Amazônia), e possui caiporas, personagens do folclore brasileiro, que surgem durante a noite nos arredores do castelo para proteger os alunos e toda a região próxima. A autora revelou que os alunos de Castelobruxo "se destacam em Herbologia e Magizoologia". Precisa dizer mais alguma coisa? As criaturas de Newt ficariam encantadas com a fauna abundante brasileira e, de quebra, poderiam até socializar com os animais que habitam no Brasil (vai que possuímos espécies de criaturas mágicas por aqui e ainda nem sabemos?). 

2
Japão - Mahoutokoro



Outra escola mágica divulgada por J.K. Rowling no Pottermore é a Mahoutokoro, que se localiza no Japão, no ponto mais alto da ilha vulcânica Minami Iwo Jima. Os estudantes dessa escola têm uma grande destreza no quadribol, além de leis incrivelmente interessantes sobre o uso da magia. Já imaginou os animais percorrerem o perímetro dessa ilha vulcânica ao mesmo tempo em que somos introduzidos ao quadribol japonês? Já estamos pensando em todas as criaturas que farão de tudo para arruinarem – de uma maneira muito fofa – os jogos esportivos. 

3
Egito


Se nas férias que antecederam os acontecimentos de Prisioneiro de Azkaban os Weasley foram visitar o Egito, por que Newt com sua maleta não pode ir também? O país, localizado no nordeste da África, possui antigas histórias bruxas bastante atraentes, como os bruxos egípcios que costumavam enfeitiçar os túmulos das pirâmides do país. Além das paisagens desérticas exuberantes e da moderna cidade de Cairo, há também animais mágicos que são nativos do Egito: a fênix e a esfinge, por exemplo, vieram de lá.

4
Noruega



Esse país da Escandinávia se encontra no nordeste da Europa, e não somente tem belas paisagens como também já teve uma sutil presença nos livros de Harry Potter. É no norte da Noruega e da Suécia que se encontra Durmstrang, escola de magia onde estudaram Victor Krum e Gellard Grindewald. Já que nesse primeiro filme de Animais Fantásticos houve a participação de Grindewald – e também já confirmado que ele será um dos protagonistas do próximo filme da franquia, porque não ambientar um dos filmes nesse cenário? Além disso, a Noruega tem como animal nativo o dragão de Dorso Cristado, que segundo a lenda, capturou um filhote de baleia em 1802. Daria uma ótima trama, não acha?

5
Romênia

Localizada no sudoeste europeu, foi na Romênia que Carlinhos Weasley trabalhou por muito tempo. O país possui um dos maiores conservatórios de dragões do mundo, sendo o habitat natural dos Chifres-Longos Romenos. Foi lá também que Norberta – aquele dragão que Hagrid criou por um tempo, que depois acabou sendo descoberta como fêmea – morou por um tempo. Segue a lenda que vários vampiros habitam a Transilvânia, região da Romênia. Além disso, grande parte do país é coberto por ecossistemas naturais, o que seria um prato cheio para os animais fantásticos da mala de Newt – ainda mais com estações bem definidas, que vão de invernos congelantes a verões bastante quentes. Perfeito para as criaturinhas se encontrarem na natureza!

6
África - Uagadou


Seria uma boa também levar os animais fantásticos para outro continente: a África, como já dito com o Egito. Mais precisamente, o destino escolhido seria a escola de magia Uagadou, que se encontra no continente africano. Entretanto, não se sabe a localização exata do local (pouco material foi fornecido por J.K. Rowling no Pottermore sobre ele), mas sabe-se que a construção fica nas Montanhas da Lua (talvez então seria na Uganda, como sugere o nome?), um edifício cercado de névoa e cuidadosamente esculpido ao lado das montanhas, que às vezes parece flutuar no meio do ar. Sabe-se que os estudantes de Uagadou são muito bons em Astronomia, Alquimia e Transfiguração. Já imaginou como poderiam ser as criaturas nativas desse local?

7
Hungria


Lembra do rabo córneo-húngaro? Essa espécie de dragão que habita as planícies da Hungria é extremamente perigoso e habilidoso. Com escamas pretas, chifres cor de bronze e aparência de lagarto, ele pode pular até quinze metros e comer humanos. Alguma dúvida de que ele seria um perigo – e interessantíssimo – para a trama? Além disso, o país possui exóticas paisagens e conta com uma bela capital: Budapeste, toda iluminada durante a noite seria o cenário perfeito para dragões sobrevoarem. 

8
França - Beauxbatons


País de Fleur Delacour, Olímpia Maxime e Nicolau Flamel. Foi lá que Hagrid e Madame Maxime viajaram para encontrar os gigantes. Onde Hermione passou as férias com os pais em 1993. País sede do time de Quadribol Furabolas de Quiberon. Na verdade, em recente entrevista à revista Empire, o diretor David Yates confirmou que a sequência de Animais Fantásticos será ambientada em Paris, um dos locais em que o vilão Gellard Grindewald está sendo procurado. Entretanto, fica a dúvida: o quanto da França será mostrado no filme? A escola de magia Beauxbatons, localizada em um palácio de Marselha, no litoral mediterrâneo da França, poderia ser introduzida no contexto do próximo longa, e quem sabe fazendo uma menção ao Torneio Tribruxo (evento em que o país participa há 700 anos seguidos) ou quem sabe até mesmo algum easter egg envolvendo algum membro da família Delacour.

9
Albânia


Esse país situado na península Balcânica esconde muitas histórias misteriosas. Se Animais Fantásticos der um salto no tempo – e de um certo modo focar na história de Voldemort, ou até fazer dele uma trama paralela, poderíamos ver os lugares em que o vilão se escondeu por muito tempo antes de ascender ao poder. Ele se escondia nas florestas da região, e acreditava-se que o lugar era amaldiçoado, pois até os animais tinha medo “do espírito que ali rondava” (que no caso era Voldemort). Alguma possível ligação entre esses animais e a franquia de agora? Além disso, tem toda a história do roubo do diadema de Rowena Ravenclaw (que posteriormente foi para as mãos do lorde), que mesmo tendo acontecido cerca de mil anos antes, poderia ser conectado de certa forma à série.

10
Inglaterra


E se tudo terminar lá onde começou? Há especulações que o quinto filme da série terminará no ano de 1945, em um possível duelo entre Dumbledore e Grindewald. Quem sabe essa tão esperada disputa ocorra na Inglaterra, em uma sociedade bruxa que já conhecemos, exceto por ser mais antiga. E por ser ambientada lá, por que não dar uma espiada em Hogwarts? O país seria ótimo para mostrar criaturas mágicas que já vimos nos filmes de Harry Potter, e até mesmo introduzir novos animais para o nosso mundo.

O que achou desses 10 lugares incríveis para se passar os próximos filmes de Animais Fantásticos e Onde Habitam? Deixe seu comentário!





Facebook




Comentários