O último episódio da segunda temporada da série Scream foi ao ar na noite de ontem (16), e como prometido, revelou a identidade do novo assassino da trama, que desde o início da temporada, protagonizou uma nova série de assassinatos na pequena cidade de Lakewood. Conheça, agora, quem estava por trás da máscara, mas se você ainda não assistiu ao episódio final, sugerimos que não leia o texto a seguir, pois está recheado de spoilers.

“Você não está errada, Emma...”

Desde o final da primeira temporada, ficou no ar uma possível cumplicidade entre Piper Shaw (Amelia Rose Blaire) e outra personagem, conhecida como “a última surpresa de Piper”. Ficou claro durante a nova temporada que alguém, usando a mesma máscara de Brandon James, dava continuidade aos assassinatos, só que de uma forma ainda mais vingativa e cruel. E agora, no último episódio lançado, foi revelado que essa pessoa era Kieran Wilcox (Amadeus Serafinni).

Muitos fãs já especulavam que Kieram fosse o cúmplice de Piper, inclusive muitas teorias rolavam soltas na internet. Os produtores de Scream, desde os primórdios da série já o colocavam como suspeito, porém, nada foi revelado na primeira temporada que o culpasse. Já nos episódios desse ano, Kieran passou a ser um dos principais suspeitos, chegando sempre depois dos crimes, nunca sendo atacado ou perseguido, sempre bancando o bonzinho e super protetor em cima de Emma, mas nada enganou os fãs. São inúmeras cenas que incriminam – ou então deixam no ar a culpa da personagem, e por acontecer isso, ficava difícil acreditar que um suspeito tão óbvio, tão na cara do público pudesse realmente ser o assassino. 

Olhando em um panorama geral, alguns elementos, como já falado, incriminam Kieran desde o começo, como o vídeo dele com Nina na primeira temporada, e o reconhecimento da avó de Brandon James a Kieran, quando Emma está investigando o assassino da primeira temporada. Tudo muito na cara, não é? Na revelação, ele ainda fala “você não está errada, Emma”, quando a garota junta as peças e o coloca contra a parede. Sentimos falta, literalmente da máscara caindo. Seria mais emocionante.


Entendendo os motivos (ou a falta deles)

Talvez isso fez de uma esperada season finale parecer tão clichê. O namorado da protagonista, da final girl, ser o assassino. Kieran, no final do episódio, ao se revelar para Emma, conta brevemente os motivos que o levaram a ser cúmplice de Piper. O ódio ao pai por namorar Maggie, mãe de Emma, e a raiva por Piper ter sido tratada como lixo e abandonada pela mãe fez com que Kieran se tornasse o braço direito da jornalista no massacre. Ele revelou também que Piper era seu amor, e que Emma deveria morrer, assim como sua mãe. Mas Audrey atirou na primeira serial killer e Emma a matou, o que fez com que o plano dos dois não se concretizasse no final. Por isso, Kieran resolve dar continuidade à série de assassinatos, só que agora com uma nova motivação: vingar a morte de sua amante e cúmplice. Por isso, ele fez a vida de Emma e Audrey um inferno.


A falha no plano

O massacre, dessa vez, terminaria em um falso ato de heroísmo. Kieran, após revelar ser o grande assassino para Emma e Audrey, mataria as garotas, tornando-se a única vítima viva e sendo o herói da história, o sobrevivente. Entretanto, as final girls foram mais inteligentes e conseguiram o distrair em sua própria armadilha, fisgando-o bem na hora em que a polícia chegava, já que Eli (e entramos em um novo momento) havia chamado a polícia e dito que Kieran era o assassino, depois de brotar no orfanato em que os três estavam. 

Sabemos, então, que Eli na verdade não tinha tanta culpa no cartório como todos achavam que ele tivesse. Na verdade, ele avisou a série toda à Emma que Kieran era a pessoa que ela deveria temer, e não ele. Pois é, meu querido, bem que você avisou, hein!? Mas isso não foi o suficiente: Kieran acertou-o com vários tiros depois de Emma dar o primeiro disparo, e talvez isso tenha acontecido para que Emma não seja mais uma vez uma assassina, e não precisasse carregar o peso de ter tirado a vida do garoto. A polícia chegou, prendeu Kieran, e todos viveram seguros e felizes... mas aparentemente apenas por três meses.


Entre clichês e referências

A identidade do assassino foi descoberta, mas não trouxe surpresas. Trouxe, na verdade, várias referências dos primeiros filmes de Scream, como a cena do segundo longa em que o assassino para a viatura policial em que está Sidney e sua amiga. Mas a grande referência é do primeiro filme: o serial killer ser o namorado da protagonista, da final girl. Falta de criatividade ou fidelidade com o roteiro do filme? Scream não ousou na revelação final e foi clichê ao trazer de volta um conceito dos anos noventa dos filmes de terror para a série. O espectador gosta de se deliciar com surpresas em uma season finale como essa, coisa que os roteiristas decidiram deixar de lado. 

Kieran Wilcox pode ter uma história peculiar, interessante, mas não surpreendente. Trata-se do clichê envolvendo traição de confiança. Mas o que resta é analisar como um todo e olhar os outros ângulos: Brooke, felizmente, não foi morta. Audrey não vacilou dessa vez. Amadeus, para alívio do público, foi convincente na atuação, apesar de ser um óbvio assassino. Emma – para mais um alívio do público, e quem sabe uma salva de palmas – agiu como uma protagonista forte e que parte para ação. Deixou do mimimi que fazia em vários episódios.


Um novo massacre?

Mas quando você acha que está tudo acabado, vem o plot twist (sim, sim, sim!). Kieran, depois de três meses encarcerado, recebe uma ligação da prisão, de uma voz bastante conhecida pelo público, mas talvez não para o garoto. “Quem te deixou usar a minha máscara?”, diz a voz, fechando o episódio. Seria Brandon James? Alguém se passando por ele? Um terceiro assassino? Ou o mandante dos massacres todos? Scream deixa um enorme gancho para a continuação da história, que parece cavar cada vez mais fundo no ímpeto das personagens. Além de tudo isso, a série precisa amarrar todas as pontas soltas deixadas nas 2 temporadas, e quem sabe, para a alegria de muitos, mostrar como foram feitos todos os assassinatos pelo ângulo dos assassinos, ou melhor dizendo, de Piper e Kieran.

O que esperar agora?

A MTV, produtora da série, ainda não se prontificou quanto à continuação da trama, tampouco o Netflix. Se houver uma terceira temporada, não se sabe. Porém, já foi divulgado que Scream terá dois episódios especiais de Halloween, e inclusive um teaser do primeiro episódio, de 30 segundos, já está rolando na internet, onde mostra uma nova pessoa usando a máscara de Brandon James. Seria o próprio? Ou então seria um novo assassino?

Esperamos mais episódios dessa série que tem feito vários fãs roerem as unhas. A única coisa que pedimos é que os roteiristas, da próxima vez, fujam dos clichês. E você, curtiu a final? Comente sua opinião!





Facebook




Comentários