No último episódio da 6ª temporada de "Game of Thrones" os fãs foram deixados na torcida quando Cersei exigiu vingança contra a piedosa (SHAME!) Septã Unella. Depois de matar com sucesso o Alto Pardal e centenas de outras pessoas, Cersei visitou a Septã, que estava presa em um calabouço, e quase a afogou com o vinho tinto que derrubou em seu rosto.

Após ter dito que a Septã não morreria naquele dia, Cersei convidou Sor Gregor Clegane para entrar na sala (finalmente conseguimos ver seu rosto zumbi), e deixou-os sozinhos juntos. Conseguimos ouvir gritos angustiados da Septã, mas mesmo assim fomos deixados sem uma certeza de quais torturas Cersei planejou. Não somos psicopatas com sede de sangue (talvez um pouco), mas o fator curiosidade é forte entre os fãs. Especialmente depois que a atriz que interpreta Cersei, Lena Headey, disse à revista Entertainment Weekly que a cena deveria ter sido ainda mais perturbadora.

"A cena com a Septã era pra ter sido muito pior, mas eles não poderiam fazer isso. A versão que vocês viram é a versão morna, e mesmo assim ainda foi bem ruim. Eu preferia ser explodida no septo do que sofrer aquilo."

Conversando com o site Tech Insider, o diretor do episódio, Miguel Sapochnik, disse que nem ele conseguia imaginar as possíveis torturas planejadas por Cersei naquela cena.

"Eu acho que o objetivo era deixar isso à nossa imaginação. O que exatamente um gigante zumbi terrivelmente deformado faria com uma fanática sociopata, em uma sala onde estavam sozinhos?"

Parte dos fãs assumiram que haveria uma cena de violência específica nesse momento graças a história brutal de vida de Sor Gregor. Sabemos a partir dos livros que ele assassinou os filhos de Elia Martell, bem na frente dela, e depois a estuprou, ao lado dos corpos das crianças, antes de também matá-la. Além disso, ele é conhecido por esmagar a cabeça de seus inimigos - como nos lembramos bem da morte de Oberyn Martell na quarta temporada.

Em vez de torturas especificas para a Septã, vamos apenas deixar nossa imaginação correr solta. De qualquer forma, algumas brutalidades não precisam ser confirmadas para que possamos entender a gravidade delas.

Fonte: Tech Insider




Facebook




Comentários