"Day of the Tentacle" foi inicialmente lançado em 1993 pela LucasArts e se tornou um dos jogos mais aclamados da produtora. Com sua estética pixelada, foi atualmente remasterizado pela Double Fine e novamente lançado com a mesma jogabilidade do original.

Digamos que esse é aquele tipo de jogo perfeito para quem já o amava nos anos 90, mas talvez um pouco chato demais para os que jogarão apenas agora. Ao menos foi o que aconteceu comigo. Infelizmente não conhecia o jogo original e só fui testar o remasterizado, e sinceramente já não aguentava mais jogar depois de algumas poucas horas. Não é que o jogo é ruim, mas acho que pelo fato de eu não ter nenhum elo afetivo com o antigo, se tornou monótono. É um clássico point and click (apontar e clicar), e antigamente esses jogos eram realmente paradões e calmos demais. Não faz muito meu estilo, porém não vim aqui para julgar o jogo individualmente, e sim como um todo.

Os gráficos antigos.

Os gráficos remasterizados.

O enredo é o mesmo de antes. Um tentáculo roxo ingere lixo tóxico e decide dominar o mundo. Seu irmão, o tentáculo verde, convida os jovens Laverne, Bernard e Hoagie até a mansão do cientista louco Dr. Fred para impedir os planos maléficos de seu irmão. Chegando lá o trio descobre que o lixo tóxico provém da máquina Sludge-O-Matic de Dr. Fred que só existe para este fim – afinal, se ele não possuísse isso os outros cientistas loucos iriam rir dele – e a única maneira de parar o tentáculo roxo é viajar nas Chron-O-Johns (máquinas do tempo) de Dr. Fred e desligar a máquina no passado. A ideia era louca, mas parecia que daria certo, se não fosse pelo imprevisto que acontece quando as máquinas do tempo quebram e cada personagem fica preso numa época diferente.

A partir dai o objetivo base do jogo é construído: passar itens para os outros personagens, podendo mandar um item de 400 anos no passado que seja útil para Laverne, ou resolver lá do futuro um problema que Bernard está enfrentando no presente. 


Quanto à remasterização, o estúdio Double Fine fez um excelente trabalho. Tudo foi redesenhado e ficou ótimo em alta resolução, mas o estilo de arte original não foi alterado. Ainda é o mesmo "Day of The Tentacle" dos anos 90, porém com uma nova camada de tinta fresca. Mas se você não gostar dos novos gráficos, apenas aperte F1 a qualquer momento e reverta para o estilo antigo. Os diálogos ainda continuam com as vozes originais dos dubladores, o que é uma experiência nostálgica.

"Day of The Tentacle" é um jogo difícil de point and click que exige muita paciência e tempo livre (acredite, dá pra se perder facilmente nos objetivos do jogo), porém no final de tudo, apesar dos apesares que falei no início desse post, o jogo é bem legal. Disponível para Windows, OSX, PlayStation 4 e PlayStation Vita.

Muitíssimo obrigada a Double Fine por enviarem um código do jogo.





Facebook




Comentários