Desconfio que vale avisar ainda mais uma vez:

O TEXTO CONTÉM SPOILERS QUE PODEM ARRUINAR "STAR WARS: O DESPERTAR DA FORÇA" PARA VOCÊ.

Segundo o diretor, o fato de Kylo Ren matar seu próprio pai foi um elemento crucial para a introdução e formação do vilão na nova trilogia. Eles tiveram que criar um personagem que os fãs de Star Wars iriam odiar e temer, e então matar um personagem marcante (alguém que amamos!) causaria exatamente isso.

"Star Wars tinha o maior vilão da história do cinema. Então trazer um novo vilão ao mesmo universo é algo bastante complicado [...] A única razão de Kylo Ren ter alguma esperança de ser um sucessor digno é explicada pela perda de um dos personagens mais queridos"

Matar seu pai seria a última etapa de sua transformação, após mudar seu nome (de Ben) para Kylo e fazer parte dos Cavaleiros de Ren (os Knights of Ren). Abrams ainda diz que "antes mesmo do título, a ideia de O Despertar da Força era que essa seria a evolução não somente de um herói, mas de um vilão também [...] E não um vilão que estava completo, sem originalidade, mas alguém que ainda estivesse no processo."



Em uma entrevista para a Entertainment Weekly, Lawrence Kasdan, um dos co-escritores do filme, declara:

"As pessoas sempre comentam: 'por que você acha que essa saga é tão popular?' [...] Eu realmente acredito que o tema subjacente é reconhecer seu potencial e reconhecer suas capacidades"

É uma jornada que segue por nossa vida toda. "Não acaba. Para você entender aquilo que você gosta e aquilo que você não gosta. Você realizou-se completamente - ou está tarde demais?" ele completa.


Para Michael Arndt, que ajudou a construir a história antes dos retoques de Abrams e Kasdan, Kylo começa meramente como uma maneira de separar os heróis que lembramos da trilogia original. "Nós criamos essa história em que Luke teria um pupilo que se virava contra ele, e mataria outros pupilos, e isso era um fator que destruiria a família e o relacionamento entre Han e Leia."

Uma antiga história era de que o próprio Han Solo, ou melhor, Harrison Ford, queria a morte do herói no último filme, O Retorno de Jedi. Mas a ideia foi negada por George Lucas que, segundo Ford em uma entrevista à ABC News, dizendo que não haveria vendas de bonecos de um Han Solo morto. A seção da entrevista em que o ator declara isso você pode conferir no vídeo abaixo (sem legendas):

Fontes: EW e ABC News




Facebook




Comentários