No dia 2 de outubro de 1995 era lançado o álbum mais bem-sucedido da banda britânica Oasis, completando hoje exatos 20 anos. Tendo vendido 347 mil cópias em sua semana de estreia, já vendeu cerca de 22 milhões mundo afora. Ficou no topo das paradas por dez semanas consecutivas, alcançando também o top 5 da Billboard. Três canções do álbum se tornariam clássicos da banda: Wonderwall, Don't Look Back In Anger e Champagne Supernova. Enquanto a briga dos irmãos Gallagher não tem fim, celebremos o seu legado. Reunimos aqui 10 curiosidades sobre o álbum!

Clique nos números abaixo para vê-las. [next]
1. Stand By Me, Don't Go Away e All Around The World foram escritas durante o processo de criação de "(What's The Story) Morning Glory?", mas a banda decidiu incluí-las no próximo álbum, "Be Here Now" (1997). [next]
2. A expressão "slip inside" que inicia a música Don't Look Back In Anger, também aparece na faixa Roll With It: "I know the roads down which your life will drive. I find the key that lets you slip inside." Ainda sobre a faixa, os primeiros acordes são uma referência ao clássico Imagine de John Lennon. Contudo, isso não passou de uma brincadeira feita pelo compositor Noel Gallagher, que admite ser fã de Beatles. [next]
3. Sobre a cópia dos versos "Hello, hello, it's good to be back!" na canção Hello (originalmente citada em Hello, Hello, I'm Back Again de Gary Glitter), Noel declara: "sempre prometi a mim mesmo que mudaria um pouco, mas não encaixaria de qualquer jeito. Então no fim falei 'fuck it'. Deve ser parte da música pelo fato de não conseguir me livrar disso."

Fonte: (What's the Story) Morning Glory? Deluxe Edition
[next]
4. De acordo com o setlist.fm, a banda tocou Don't Look Back In Anger 552 vezes ao vivo. Wonderwall fica em terceiro na lista, com 487 (sem contar apresentações na carreira solo de Noel) e Champagne Supernova, em sexto, com 433 reproduções. A música mais tocada é Cigarrettes & Alcohol, do álbum de estreia "Definitely Maybe", com 593 reproduções. [next]
5. O vídeo de Wonderwall é o único da banda a ultrapassar as 100 milhões de visualizações no YouTube. Curiosidade bônus: na música, o baixo é tocado por Noel. [next]
6. A banda nunca tocou Hey Now! ao vivo. Sobre a canção, Noel diz: "minhas palavras são sempre ditadas pela melodia. Porque em minha primeira geração irlandesa há sempre melancolia mas um pouco de tristeza edificante".

Fonte: (What's the Story) Morning Glory? Deluxe Edition
[next]
7. O guitarrista acha que Wonderwall é superestimada. Quando lhe dizem que o hit é um dos maiores já realizados, Noel retruca: “Fucking hell! Você já ouviu Live Forever?!”. Segundo Liam, "Uma ‘wonderwall’ pode ser qualquer coisa. É somente uma palavra bonita. É como procurar por um ticket de ônibus, e você está tentando achá-lo, aquele bastardo, e quando você finalmente consegue encontrá-lo, diz 'Fucking mega, esse é meu wonderwall.'" Ainda assim, de acordo com Noel, das 50 melhores músicas de todos os tempos 49 seriam dos Beatles, e a outra seria Wonderwall. [next]
8. Noel, o compositor de Morning Glory, declara que a canção é sobre drogas. "O álbum conta como é ser um grupo - em que seis dos sete dias são hilários, mas metade das músicas daqui foram escritas nesse sétimo dia", ele acrescenta.

Fonte: (What's the Story) Morning Glory? Deluxe Edition
[next]
9. "No dia de São Patrício (St. Patrick), todos os anos, minha mãe tira uma foto nossa e manda para nossa avó na Irlanda. É sempre do lado da fogueira. (...) Ela diz: 'fique do lado da fogueira enquanto tiro uma foto de vocês'. Há muitas memórias da nossa infância nos primeiros álbuns." - declaração de Noel, em 2013, sobre a referência no verso "stand up beside the fireplace" em Don't Look Back In Anger.

Fonte: (What's the Story) Morning Glory? Deluxe Edition
[next]
10. Dentre as inúmeras teorias envolvendo a origem de Champagne Supernova, há uma que diz que após um show, Liam e Noel foram a um observatório onde avistaram Supernova, que, segundo eles, tinha cor de champanhe. Porém, Noel já chegou a afirmar: "Eu me lembro que, no dia, quando eu estava escrevendo esta música, eu fui visitar a Meg, que morava em Maida Valley. Eu sei que isso vai soar estranho, mas eu já tinha todas as notas, e a melodia da música em minha cabeça, contudo não havia nenhuma letra. Estava ouvindo ao álbum "I Think It's A Supernova?" do Pixies, e enquanto isso, assistíamos a um documentário sobre como era feito o champagne na França. Você pode rir, mas é a verdade. Eu estava bêbado e falando "Champagne Supernova?" É isso aí! E daquele dia em diante, todos me perguntam o que isso significa. Quando conto isso, não acreditam."




Facebook




Comentários