Um filme de março desse ano, que pouca gente conhece ou já viu. "Tusk - A Transformação", nos conta a história de Wallace Bryton (Justin Long), narrador de um podcast, que desaparece misteriosamente no interior do Canadá. Seu melhor amigo e parceiro, Teddy (Haley Joel Osment) decide procurar por ele, contando com a ajuda da namorada do desaparecido, Allison (Genesis Rodriguez), nesta busca. O que eles não imaginam é que Wallace está nas mãos do misterioso marinheiro Howard Howe (Michael Parks), que tem o estranho plano de criar uma morsa humana. Sim, pessoal Vocês leram certo. Uma morsa humana. Se você é aquele tipo de pessoa que ama filmes bizarros e perturbadores, Tusk será perfeito. 


O roteiro do filme não é nada demais, apenas muito criativo. Apesar de ter atores famosos, como Jhonny Depp e Haley Joel Osmente (de "O Sexto Sentido"), o filme deixa muito a desejar. As atuações estão excelentes, devo admitir, porém, não existe nenhum personagem que você se apegue. Parece que todos são uns idiotas que ninguém se importa se morrem ou vivem. Com certeza a melhor atuação foi de Michael Parks, que conseguiu passar toda a mente doentia de seu personagem para nós.

O legal desse filme é que você não espera nada dele. Uma morsa humana? Ok. Mas como assim? É impossível imaginar como isso vai acontecer. Se procurarem pela internet acharão infinitas fotos de como isso acontece, mas aconselho a esperarem e serem surpreendidos no filme. Já que é pra ser perturbador, que seja da forma correta.


No geral, Tusk é aquele clássico terror cômico extremamente trash. Não é nada de mais, mas também não é o pior filme do mundo. Muitas pessoas odiaram, mas só quem curte um terror bem tosco que gostará. Já compararam com "A Centopéia Humana", e realmente, as semelhanças são enormes, porém, cada um possui a sua peculiaridade.  O final de Tusk também não é nada demais, e é até ruim se pararmos pra pensar o quão bizarro é.

E aí? Algum de vocês já viu o filme? Se sim, conta pra gente o que achou!







Facebook




Comentários