Ultimamente, os banhos de sangue e horror são os temas que mais têm entrado nos corações dos telespectadores. Somos submetidos aos montes de tripa de The Walking Dead, ao terror fino de Penny Dreadful, American Horror Story com temporadas temáticas levemente horripilantes e, agora, à versão televisiva de Pânico, Scream: The TV Series.

Pra quem gosta da antiga franquia de filmes, que data dos anos 90, não é muito fácil separar as duas versões desse slasher. Isso porque a série utiliza basicamente o mesmo enredo, tirando o toque cômico da versão cinematográfica. É interessante que, mesmo com essa transposição midiática, há uma chamada dentro da série que aponta exatamente essa questão.

“Não se faz um filme de psicopata como um seriado. Filmes de psicopata passam rápido. Quando o primeiro corpo é encontrado, é só questão de tempo até o banho de sangue começar.”

De um modo geral, slashers resumem em uma hora e meia a morte de 90% do corpo estudantil de uma cidade pequena e esquisita, até que no fim só sobra a garota certinha e sem sal da história inteira, sem importar qual é a identidade do assassino.

No contexto da série, sua identidade vai ser um ponto alto. O mistério envolve uma máscara, assim como há muito anos aconteceu com Brandon James.  Por favor, que esse mistério não demore seis temporadas pra ser desvendado, se é que a série vai chegar longe assim. No entanto, de alguma forma, isso acaba sendo um diferencial da série que, se for bem explorado, pode ser bom.

Até então, sabe-se que Brandon James, quando jovem, se apaixonou por uma vizinha, “Daisy”. Ele a perseguia, deixando bilhetes e presentinhos para a amada. Porém, as desilusões amorosas e o fato de ter sido agredido por alunos quando tentou se aproximar dela fez com que ele se tornasse um assassino em massa, com a morte de cinco alunos em 31 de outubro de 1964. Apesar de não correspondê-lo, um dia Daisy resolveu encontrá-lo próximo ao Wren Lake. Seu pai, porém, chamou a polícia – que atirou em Brandon, cujo corpo caiu no lago acreditando na promessa de Daisy de que nada o faria mal.


Atualmente, o mascarado se aproxima dos estudantes da escola de Lakewood pouco a pouco, com mortes que cercam o grupo da protagonista, Emma Duval. Além dos conflitos em sua vida pessoal e amorosa, ela por algum motivo é alvo principal do psicopata mascarado. Já no primeiro episódio são explicados alguns porquês, porém a curiosidade tem que falar mais alto – assistam à série! Aproveitem que 90% do que mais gostamos de assistir está em pausa e comecem a acompanhar esse remake torto, da MTV. Quem sabe, dessa vez, mesmo com todas as premissas pra dar errado (e com chamada na própria série!) não seremos surpreendidos com um TV slasher sensacional?






Facebook




Comentários