O mesmo filme, duas versões, duas histórias quase que completamente diferentes. Oldboy era uma série de mangá muito famosa que acabou virando filme em 2003, e em 2013, teve seu remake, porém, com muitas mudanças em relação ao original. O primeiro é coreano e o segundo americano. Ambos contam com ótimos atores, Choi Min-sik (coreano), e Josh Brolin (americano).
É muito difícil fazer uma crítica comparando as duas versões, pois parecem histórias diferentes, porém, muitos pontos podem ser discutidos entre um e outro, e nesse post, vocês verão comparações básicas feitas entre os dois.

Em entrevista, o ator John Brolin (do Oldboy mais recente) disse: "O único pedido dele [o diretor] foi que nós não fizéssemos o mesmo filme, e nós não estávamos interessados mesmo [em copiar o original]. Estruturalmente, o esqueleto é o mesmo, mas o que nós estamos fazendo é muito diferente"., logo, comparar as duas versões soa como uma injustiça, mas façamos mesmo assim como uma mera comparação imparcial.

SINOPSE E FAIXA ETÁRIA
Oldboy (2003) |16 anos|:  Oh Dae-su (Choi Min-sik) é um homem comum, bem casado e pai de uma garota de 3 anos, que é levado a uma delegacia por estar alcoolizado. Ao sair, ele liga para casa de uma cabine telefônica e logo em seguida desaparece, deixando como pista apenas o presente de aniversário que havia comprado para a filha. Pouco depois ele percebe estar em uma estranha prisão, que na verdade é um quarto de hotel onde há apenas uma TV ligada, no qual recebe pouca comida na porta e respira um gás que o faz dormir diariamente. Através do noticiário da TV ele descobre que é o principal suspeito do assassinato brutal de sua esposa, embora, seja inocente. Oh Dae-su, então, tenta de tudo para sair daquele quarto e descobrir quem o botou ali e porque o deixou preso por longos 15 anos.

Oldboy - Dias de Vingança (2013) |18 anos|Joe Ducett (Josh Brolin) é um homem arrogante e irresponsável, que enfrenta problemas no trabalho e com a família. Um dia, ele acorda em um quarto, e descobre que está condenado a ficar preso lá dentro. Pelos próximos 20 anos, Joe permanece em cativeiro, sem saber quem o sequestrou, ou as razões deste ato. Enquanto isso, ele descobre pela televisão que sua ex-esposa foi assassinada, e que ele é o principal suspeito. Um dia, Joe é liberado. Com a ajuda de uma assistente social (Elizabeth Olsen), ele terá apenas três dias para descobrir quem o prendeu, porque foi preso e, acima de tudo, porque foi solto.

AS CENAS
A cena inicial, onde nos introduzem o problema do filme (um cara preso num quarto), passa muito mais rápido na versão coreana do que na americana. Na versão do remake eu simplesmente quase dormi, porque são os 20 minutos mais chatos do filme todo. Na original, eles conseguiram explicar tudo,apenas com metade do tempo.

Um das cenas mais famosas de Oldboy é a sem cortes, que teve apenas um take filmado direto. Quando o personagem principal sai do prédio que estava preso, após voltar para descobrir informações, é cercado por vários homens que querem brigar e matá-lo. A cena envolve muitos socos e chutes e foi filmada apenas em um take, ou seja, sem cortes. Para quem quiser ver, abaixo temos um vídeo comparando as duas versões da cena. Primeiro passa a de 2003 e depois a de 2013. 


Outra cena muito famosa acontece logo depois que o personagem sai do quarto e vai para rua pela primeira vez. Ele passa por um grupo de adolescentes, que ficam zoando e chamando-o de velho e esquisito. Irritado, começa a bater em todos. No entanto, na versão coreana, ele parte para cima dos garotos, mas logo a cena é cortada para outra, o que não nos deixa ver a briga. Na versão americana a cena é passada por completo, mostrando toda a brutalidade do personagem, que quebra o pescoço da maioria dos adolescentes.

ATUAÇÕES
Cada ator teve seu momento bom e ruim. Na versão americana o personagem é simplesmente odiável, dá nojo ver ele. O que é uma coisa boa porque é exatamente isso que o personagem precisa passar.  Além de ignorante e marrento, o cara dá em cima de todas as mulheres dá forma mais desprezível possível. Outra característica muito forte dele, é sua raiva. Suas cenas parecem muito mais "pesadas" do que na versão coreana; o ódio do personagem é bem explícito.

Já na versão coreana, o ator parece menos irritado e mais calmo, mais centrado em seu objetivo. Enquanto nessa versão ele fica mais maluco dentro do quarto, tendo diversas alucinações, na versão americana o ator apenas parece entediado. A cena final de seu personagem (coreano) foi simplesmente incrível e muito perturbadora. Poderiam dar um prêmio para o ator Choi Min-sik simplesmente por uma cena.

DIÁLOGOS
Os diálogos da versão antiga possuem muito mais significados do que o da atual versão. Diversas frases ditas posso levar pra vida e simplesmente foram memoráveis. Nada disso acontece na versão americana, onde todas as conversas são superficiais, sem nenhum significado mais profundo do que aquele dito. É aquilo e pronto, não precisa pensar. Todas as frases abaixo são da versão de 2003.

Ria e o mundo rirá com você. Chore e você chorará sozinho. 
Você não pode exigir a resposta certa se fizer a pergunta errada.
Seja grande ou pequeno, tudo que você faz tem consequências, assim como na água, seja uma pedra ou um grão de areia, ambos afundam.

FOCO PRINCIPAL
Enquanto na versão original o personagem quer encontrar quem o prendeu e descobrir o porque disso, no remake a história inteira é concentrada no personagem procurando sua filha que teria sido adotada por outros pais após o assassinato de sua ex esposa. Embora as duas versões deem foco a filha, no remake isso é muito mais evidente.

FINAL
O final do remake é simplesmente aquilo e nada mais. Não existe mensagem para te fazer pensar mais profundamente, nem nada subtendido. É isso e ponto final. Já na versão original o final fica entreaberto, podendo ter duas explicações possíveis, o que é muito mais legal e interessante.

CONCLUSÃO
Os dois filmes são excelentes, cada um com seus características. Comparar os dois em questão de adaptação é difícil, pois são caminhos diferentes. Ambos são perturbadores e contém um final surpreendente. Minha dica é, assistam os dois, em qualquer ordem que seja. E se você já viu, conta pra gente qual foi sua versão preferida!

Achei uma compilação dos dois trailers e mais algumas cenas, comparando os dois filmes. Contém poucos spoilers. Vejam por sua própria conta e risco.







Facebook




Comentários