Em novembro de 2014, um ano após o documentário Blackfish: Fúria Animal, criado com a intenção de alertar as pessoas e banir o uso de orcas no parque Sea World, muita discussão começou a respeito desses maus tratos aos animais. Sendo tudo verdade ou não, o lucro do parque teve uma queda de 28%, e o nome, Sea World, permaneceu manchado na mídia. Mesmo com todos os esforços para levantar a moral do parque e trazer mais visitantes, nada conseguiu apagar da cabeça das pessoas os problemas descritos no documentário. Vários famosos aderiram ao projeto, apoiando o Blackfish, aumentando ainda mais sua repercussão. Inclusive, os diretores de "Procurando Dory", continuação de "Procurando Nemo" mudaram o final do filme, que se passaria no Sea World. Boatos de que o filme "Cidades de Papel" também teve seu final alterado, já que no livro os personagens aparecem no Sea World, e no filme não.

O Sea World admite que se lucro foi afetado devido ao documentário, mas nega qualquer mau tratos as orcas e seus outros animais. Infelizmente, para nós e para a imprensa, falar não adianta muita coisa. Recentemente foi divulgado que os lucros do parque caíram 84% e que muito provavelmente esse número deve continuar aumentando.

De acordo com informações do jornal The Guardian, a receita do parque caiu de US$ 405 milhões para US$ 392 milhões entre o segundo semestre de 2014 e o mesmo período de 2015. Mesmo que não seja muita coisa, nesse intervalo, o lucro da companhia despencou, de US$ 37,3 milhões para "apenas" US$ 5,8 milhões, ou seja, uma queda de 84%.

Blackfish foi vencedor de mais de 12 prêmios, e conta a trágica história da Orca Tilikum, que acabou matando três pessoas no parque temático, e também mostra entrevistas a ex-funcionários. Desde então, o parque perdeu mais da metade do valor de mercado em Wall Street.

Todos os esforços da companhia para ficar "bem na fita" ainda não adiantaram muita coisa, e pelo jeito, a "sorte" não está a favor do parque.

Para quem quiser, o trailer de Blackfish abaixo:





Facebook




Comentários